sábado, 11 de fevereiro de 2012

Reencontro



            Era uma sexta-feira, meu relógio informava que já era hora de sair. Peguei um táxi e fui ao aeroporto. Fiz o check-in e estava aguardando para poder embarcar. Estava agitado e preocupado. Mandei um torpedo pra ela e fiquei agoniado esperando a resposta. Seria um reencontro inesquecível. Embarquei. Sentei em meu assento e apertei o cinto. O coração batia mais rápido. A aeromoça estava lá na frente conferindo se os passageiros estavam com cinto quando ela me respondeu. Ela estava feliz, em algumas horas nos veríamos novamente. A saudade insuportável iria sumir, eu iria enchê-la de beijos e receber aquele abraço que só ela sabe dar. Avisei que já estava na aeronave e que eu tinha uma surpresa. Não deu tempo para receber a resposta, tive que desligar o celular. O vôo era direto, mas iria ser longo. Não parava de pensar em como seria a cena. Como ela reagiria? Fechei os olhos imaginando várias formas diferentes para aquele momento. Acabei dormindo praticamente o vôo todo. Estava mais calmo. “Sempre é melhor quando é espontâneo”, pensava. Acordei um pouco antes descermos. Senti o impacto das rodas no chão e esperava poder descer, pegar a mala e vê-la de novo.
Ela, como sempre, estava linda. Simples, mas linda. Cabelo preso, sem salto e com um enorme sorriso no rosto. Andei mais rápido, queria abraçá-la, sentir seu cheiro, pegar em seu cabelo...
– Que saudade! - ela falou entre um beijo e outro. - Não vou deixar você ir de novo! - Eu ri. Como ela era linda. Passei a mão em seu rosto e a abracei mais uma vez. Eu havia pensado em tantas formas, mas não conseguia falar uma palavra sequer.
– É tão bom te ter comigo. - ela apertou minha mão. Sorri.
– E a minha surpresa?
– Quer agora? - fiquei um pouco sem jeito, havia tantas pessoas ali.
– Quero!
– Não quer esperar?
– Por favor... - ela pediu e eu cedi.
– Feche o olho!
– Caio, o que você vai fazer?
– Feche o olho. - pedi - Não abre!
– Ta bom... - ela sorria.
Peguei a caixinha branca que estava no bolso da calça e ajoelhei.
– Pode abrir. - e enquanto ela abria os olhos eu abria a caixinha.
– Quer ser minha pra sempre?
Seus olhos brilhavam.
– Só sua! - ela falou.

Meu primeiro conto - como diria a Alquimista de Sonhos - "masculino", :o rs. Nunca tinha escrito como narrador homem, achei o texto meio clichê... :/ Ahh, sei lá! :s

32 comentários:

  1. Olá!Boa noite!
    Do Blogosfera no FB, para cá!
    Muito bem em seu primeiro conto como Narrador "masculino". Penso q quando á história é envolvente, NEM lembramos qual o "sexo".Se torna impessoal. Você mesma, se entregou!rsrs
    Terá meu incentivo sempre! Vamos que vamos!
    Bom domingo!
    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, o melhor é qando a historia é envolvente. ^^
      Obrigada, *-*
      Bj

      Excluir
  2. Vou ser sincero: como você mesma disse, ficou meio clichê. Mas gostei muito do fato da espontaneidade, gastamos horas pensando em como vai ser uma determinada situação e quando nos deparamos com ela, não somos o que imaginamos. Em um caso desses, apenas o sorriso do reencontro pode ser melhor do que tudo planejado.
    Abraços
    perplife.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Que conto mais fofo, tão singelo e doce, adorei.
    Fique fan de você.
    Foi um texto romântico e bem escrito, vc leva jeito.\o

    Beijos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  4. Eu já te disse a minha opnião, né?
    Pois então, só passei pra avisar que FINALMENTE fiz o Meme que indicou. Confere lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rs ja fl sim. Obg. *-*
      EU fui assim q me fl, hehe, :P

      Excluir
  5. Oi Anna,

    Maravilhoso o contexto! Como escritor, penso que é exercício escrever em terceira pessoas. Não pense que é clichê e sim busca.

    Parabéns!

    Beijos,

    Lu

    ResponderExcluir
  6. Nossaa! To besta foi vc que fez???! Mulher vc tem o dom!

    Resposta ao comentário: Minhas bochechas são o meu charme kkkkkkk

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Euzinha q fiz, kk OBRIGAAADA!! :DDD/ rs
      Hahaha, e fofo. *-*
      Bjs

      Excluir
  7. Meninaaaaaaa! Ficou muito bom! *-*
    kkkkkkkk Sério, não é só pra agradar.
    E não achei clichê como tu falou! Coisa fofa, meu Deus! *-*
    E ainda me citou *todos se emocionam*
    kkkkkkkk mas sério, viu? Escreve muito bem assim.
    Deveria fazer isso mais vezes ;D

    ResponderExcluir
  8. *----* brigadãao, (: hihi
    Hehe, te citei sim! Obg pelo incentivo, ^^
    Vou tentar fazer isso mais vezes sim, *o* rs

    ResponderExcluir
  9. Adoreeei, não ficou clichê nada.

    http://www.sabrinnagomes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. ficou bao... kkkk -eu excrevi no word, mas vc mudou, melhorou... kkkk
    tá mto bao!! continue escrevendo assim e lendo pra mim ok! -meatrapalahndoadormir, kk, tava sem sono mesmo!

    ResponderExcluir
  11. Ficou mto bom Anna Oliveira ¬¬'
    vc mudou algumas partezinhas do texto.. ficou melhor..
    continue escrevendo assim e lendo pra mim, meatrapalhandoadormir!, kkk -zoa, nem tava com sono!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luuuh, dois comentarios :s kk
      Q bao q ficou melhor, :P
      HAHA, pois é! Vou te atrapalhar a durmir sempre! :P
      *o* rs

      Excluir
  12. Olá! Boa noite!
    Só para agradecer a sua retribuição de visita!
    Muito obrigado pelo carinho!
    Gostei muito do seu estilo diferente,feliz e sincera, de comentar. Aliás! Adorei!
    Boa semana!
    beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Achei bem escrito, entretanto, faltou um finalzinho mais "tchan", mas de uma forma geral, eu gostei, continue assim! Abraço

    salpage.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigaada, tbm achei q faltou um final mais "tchan"... :/
      rs

      Excluir
  14. Muito bacana a história, ja passei por situações parecidas varias vezes, toda vez que tento fazer algum diferente pra alguma garota, faço um plano, até ensaio o que eu vou falar, mas na hora o nervosismo é tanto que eu acabo deixando pelo improviso, que sempre toma conta do recado ;]

    Da uma passada la no meu blog, tem umas histórias bacanas, algumas romanticas acho que você vai gostar.

    da uma lida no meu ultimo post, que é sobre um super herói que estou criando

    http://atordoadojr.blogspot.com

    bjs

    ResponderExcluir
  15. Nem sempre o clichê é de todo ruim Anna, acredite-me, a maioria dos leitores ou dos que assistem filmes, esperam ansiosamente pelo final ser "clichê" e, por vezes, quando não o é, se decepcionam. Conheço diversos "decepcionados", rs, ao lerem o final do livro Querido John.
    E você, em meu ponto de vista, é uma escritora e não uma contadora de história. Se quiser compreender mais, leia este post, você não me trouxe a mesma sensação que a pessoa que eu citei aqui passou, você realmente é convincente escrevendo em ambos os sexos:

    http://escritoslisergicos.blogspot.com/2011/12/escritores-ou-contadores-de-historias.html

    Seus esboços não tem nada de ruins, está na hora de rever o conceito do título do seu blogue.

    ResponderExcluir
  16. Pode ter até ficado clichê, mas foi tão sincero.. e a simplicidade do reencontro foi encantadora.
    Gostei muito!!

    ResponderExcluir
  17. Eu gostei, é bem simples mas direto..é um bom texto parabens ^^

    ResponderExcluir
  18. gostei do texto, acho que o que se deve primeiro caçar ao escrever é o felling.
    abraçosss to lhe seguindo

    http://inked-coffee.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Olá Anna!

    Ficou muito boa sua estória, estou admirado como bem escreve, demonstra não só ser uma leitora atenta, mas também com potenciais maiores!

    Um beijo!

    Anselmo

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bem? Espero que sim!

    Acabei de conhecer o seu blog e adorei ter essa oportunidade. Gostei dele (: Estou seguindo tá? Prometo voltar mais vezes!

    Também tenho um blog. Dá uma passadinha por lá ok? Te deixo o link:

    http://25conto.blogspot.com

    Abraços,
    Igor Gouveia.

    ResponderExcluir
  21. Sim, o texto está meio clichê. Mas está super fofo! Eu amei. Tava na cara que ele ia pedir ela em casamento. haha Acho que se fosse comigo eu surtaria. Mas eu realmente gostei do conto. *-*
    Bjo!

    http://miasodre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. Da uma curiosidade de saber o fim, a leitura realmente é envolvente.

    ResponderExcluir

Ei, muito obrigada pela visita! :D Comentários são sempre bem vindo, então não se acanhe! Fique à vontade para opinar, mas cuidado com a falta de respeito, ok?! Mais uma vez: obrigada! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...