quarta-feira, 9 de abril de 2014

Inocência Roubada

era doce
frágil, pequena
uma boneca de pena

fofa, meiga
ela era serena
uma garotinha apenas

já não cantava
se tornou amarga
escura, amedrontada

perdida, sem esperanças
se isolava
tudo em vão

precisava se curar
feridas abertas
feitas pelo vilão

nada banal
marcaram uma vida
injustiçada era vítima

humilhada, corrompida
uma perda desleal
sem ações legais

falavam mentiras
eles não acreditaram
não estava envolvida

quantas linhas que
cedo demais
são assim escritas

as desculpas ignorantes
sendo aceitas
desrespeitam a vida

um mundo cruel
sem noção
desconhece esse fel


Eu não sei o que pensar desse poema...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ei, muito obrigada pela visita! :D Comentários são sempre bem vindo, então não se acanhe! Fique à vontade para opinar, mas cuidado com a falta de respeito, ok?! Mais uma vez: obrigada! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...